segunda-feira, 10 de março de 2014

Junte isso tudo e teremos então...

Booom dia meu queridos! Hoje temos um post especial somente de fanarts e curiosidades da Cinderela! Que menina nunca sonhou em ter um sapatinho de cristal, né mesmo? Eu pelo menos tive um vestido inspirado nela quando era menor e ainda meu sonho era ser loira >_< (momento confissões)
Maaans, voltando ao post em si, hoje trouxe pra vocês belíssimos fanarts da nossa primeira princesa loira <3

Essa fanart ta um encanto, e sabiam que o dançarino Ward Ellis foi o modelo para o príncipe encantado do filme? Ate que lembra um pouco.

Cinderela foi o 1º filme inteiramente desenvolvido pela Walt Disney Pictures após a 2ª Guerra Mundial, foi o 1º filme da Disney a ter suas canções lançadas e patenteadas pela recém-criada Walt Disney MusicCompany e ainda foi escolhido o 9º melhor filme de animação de todos os tempos pelo American Film Institute. *o*

Acho a Cinderela uma das princesas mais simples e bonitas da Disney, tem toda razão ter feito o sucesso que fez, com certeza um ótimo clássico e tem belíssimas fanarts por ai. Essa então, ta muito linda <3

Quando vi essa fanart pela primeira vez, cogitei a ideia de ser a Rapunzel, mas ai vi os sapatinhos de cristal do lado ai e não teve outra. Magnifica fanart, amei!
Cinderela foi o 1º grande sucesso de Walt Disney desde Branca de Neve e os Sete Anões (1937). Devido ao seu alto orçamento e as dificuldades financeiras pelas quais o estúdio passava, caso Cinderela fracassasse nas bilheterias havia o risco de que a própria Walt Disney Produtions fechasse. O faturamento obtido pelo filme permitiu que Disney financiasse diversos outros projetos, de animação e com atores, criasse sua própria distribuidora, passasse a produzir para a televisão e ainda construísse a Disneylândia.

Outra curiosidade: A transformação de Cinderela para que possa ir ao baile era a cena de animação predileta do Walt Disney e uma das cenas que me trás mais nostalgia, sem duvidas.

Bom, acho que não eh a curiosidade mais tchãm de todas, mas a história de Cinderela é um dos contos de fada mais antigos do mundo e existem cerca de 3000 versões da historia. Quase toda cultura ao redor do mundo tem uma: ela é conhecida como “Ye Shen” na China, “Tattercoats” na Inglaterra, e “Mareouckla” para os eslavos.

“Cinderela” foi o primeiro filme Disney de seu tipo desde “Bambi” (1942). Devido aos problemas financeiros relacionados à crise durante a Segunda Guerra, Walt se viu obrigado a produzir longas-metragens de forma mais rápida e econômica. Assim, filmes elaborados com apenas uma narrativa como “Branca de Neve e os Sete Anões” (1937) e “Pinóquio” (1940) deram lugar a filmes de natureza fragmentada, ou seja, diversos curtas unidos formando um longa-metragem. Deste período saíram filmes como “Música, Maestro!”(1946), “Como é Bom se Divertir” (1947) e “Tempo de Melodia” (1948). Embora esses filmes não alcançassem o mesmo sucesso crítico e financeiro das elaboradas produções anteriores, eles mantinham a situação econômica do estúdio estáveis. Por volta de 1947, Walt Disney achou que havia chegado a época certa de se fazer um animado nos mesmos moldes daqueles que haviam lhe trazido a fama. Esse imortal filme seria “Cinderela”. ♥

Walt achou que a história de “Alice no País das Maravilhas” seria um projeto melhor para representar a grande volta do seu estúdio aos longa-metragens, mas seu irmão Roy Disney achou que “Cinderela” teria maior apelo com o grande público. Grande Roy!

Ao contrário de Branca de Neve, Cinderela é uma heroína mais decidida e disposta a correr atrás de seus objetivos. Quando informada sobre o baile, ela faz questão de lembrar que também é parte da família e que tem tanto direito de ir quanto suas meias-irmãs. Eu tenho que concordar, Cinderela também eh mais, digamos, acida do que a Branca de Neve.

A atriz Helene Stanley serviu como modelo real para a animação de Cinderela. Ela teria a mesma função alguns anos mais tarde, posando como a Princesa Aurora de “A Bela Adormecida” (1959) e Anita Radcliff de “101 Dálmatas” (1961).

Os ratinhos Jaque e Tatá foram utilizados como personagens nos quadrinhos Disney, vivendo na fazenda da Vovó Donalda. Nas HQs, Jaque era chamado de Zezé.

Tanto em Cinderela quanto em A Bela Adormecida a personagem principal é surpreendida por seus amigos com um vestido, dizendo "Surpresa! Surpresa! Surpresa! Parabéns!"

No Festivel de Berlim 1951 e 1960 foi indicado ao Urso de Ouro, em 1960, venceu na categoria de melhor musical e recebeu o Prêmio da Audiência, em 1951.

Bom, então finalizamos esse post com essa ultima fanart maravilhosa. Espero que tenham gostado, porque daqui alguns dias vou reunir algumas artes conceituais da Cinderela e farei um novo post, e talvez ate tenha mais algumas curiosidades. (:

Um beijo e ate quinta ;*

4 comentários:

  1. Na minha minha coleção de livros ele também é chamado de Zezé

    ResponderExcluir
  2. os quatro grande poderiam voltar pro blog ?

    ResponderExcluir